Gotas de Poesia

8 de abril de 2021 Off Por Pedro Taunay Graça Couto

a porca a escrivã é uma pessoa
e está curiosa como são
curiosas as pessoas
pergunta-me por que bebi
tanto não respondi mas sei
que a gente bebe pra morrer
sem ter que morrer muito
pergunta-me por que não
gritei já que não estava
amordaçada não respondi mas sei
que já se nasce com a mordaça
a escrivã de camisa branca
engomada

é excelente funcionária e
datilografa me lembra muito
uma música

um animal não lembro qual.