Poetas desconhecidos

15 de abril de 2021 Off Por Pedro Taunay Graça Couto

Foto: https://br.linkedin.com/in/pamilla-vilas-boas-56611931

PÁMILLA VILAS BOAS

Doutoranda em Antropologia pela USP e Mestre em Antropologia pela UFMG (2017) com pesquisa em antropologia da performance, sobre os batuques do Rio São Francisco. Possui graduação em Comunicação Social pela UFMG (2010), com ênfase em jornalismo. Tem experiência de pesquisa nas áreas: antropologia, design, cinema, música e patrimônio. É integrante do Núcleo de Antropologia, Performance e Drama da USP, diretora do documentário sobre música e memória nos batuques do Rio São Francisco e idealizadora do encontro regional de batuques da região do Alto médio São Francisco em parceria com a comunidade quilombola de Bom Jardim da Prata. Foi editora das revistas “Interferência” que trata sobre o cenário da música independente; revista “IBDFAM” que trata de questões sociais relacionadas ao direito de família. Foi coordenadora editorial do livro “Reciclando os Sentidos, 2014” e do livro “Coletânea de Arte Urbana, 2014”. Desde 2012 é pesquisadora do magazinebook iDeia Design. Atualmente é integrante do corpo editorial da Revista Semeiosis da USP e do Grupo de Pesquisa em Sistemas Sígnicos no Design GESSD, credenciado pelo CNPQ e instalado na Escola de Design da Universidade do Estado de Minas Gerais.

Informações coletadas do Lattes em 30/06/2020

NÓS DA POESIA. – volume 2. Org. Brenda Marques Pena. São Paulo: All Print, 2009. 119 p. Ex. bibl. Antonio Miranda

Delírio

Amanhã durante o tempo e o vento
Dançar rodopiando à noite
Enlouquecer pelo crepúsculo suspenso
Entre o dia, a morte, o silêncio.

O lençol branco que recai sobre a noite
Recobre os mútuos desejos
Recobre os sonhos mais sombrios
Remete ao inferno, ao pecado e ao delírio
Pelo pecado e a certeza do infinito
Dançar ao redor do vento
Pelo desejo e pelo sonho mais bonito.

Pela vida por um dia mais intensa
Renegar tudo aquilo que foi dito
A essência está viva e permanece
A essência e o desejo se entrelaçam.

VEJA E LEIA outros poetas de MINAS GERAIS em nosso Portal:

http://www.antoniomiranda.com.br/poesia_brasis/minas_gerais/minas_gerais.html

Págin