Gotas de Poesia Poesia& Vida

19 de abril de 2021 Off Por Pedro Taunay Graça Couto

mbora tenha começado a escrever durante a juventude, Coralina só lançou o seu primeiro livro depois dos 70 anos, quando ficou viúva, já que o marido não permitia.

Lida e apreciada por escritores de renome como Drummond, a autora não seguiu os preceitos de nenhum movimento cultural ou artístico. Pelo contrário, sua escrita cristalina era pautada pela liberdade formal e alicerçada nas suas experiências de vida.

Os seus versos narram sentimentos e episódios da vida no interior, prestando especial atenção à cidade de Goiás e representando um verdadeiro tributo ao local.

Meu Destino

Nas palmas de tuas mãos
leio as linhas da minha vida.
Linhas cruzadas, sinuosas,
interferindo no teu destino.
Não te procurei, não me procurastes –
íamos sozinhos por estradas diferentes.
Indiferentes, cruzamos
Passavas com o fardo da vida…
Corri ao teu encontro.
Sorri. Falamos.
Esse dia foi marcado
com a pedra branca
da cabeça de um peixe.
E, desde então, caminhamos
juntos pela vida…

Confira também a nossa análise dos